MATERIA NEUZELIR

Empresa sueca investe em armazenamento térmico à base de alumínio

Produzir e armazenar energia de forma sustentável é um dos grandes desafios das empresas que investem em energias renováveis.

A empresa sueca Azelio criou uma alternativa de armazenamento térmico de energia usando liga de alumínio e de geração de energia por meio de motor Stirling.

A Petrodin, empresa nacional de gerenciamento de embarcações, contratos, projetos e investimentos offshore, criou uma divisão de negócios sustentáveis e contratou a Azelio, detentora de sistema de armazenamento de energia térmica que pode ser convertido em eletricidade, com planos de trazer a tecnologia ao Brasil.

O funcionamento do sistema consiste em utilizar energia, seja ela solar ou eólica, para fundir resíduos de alumínio em temperatura média de 600 graus, transformando-o em líquido. O calor guardado durante a fusão é transformado em energia durante a noite. O processo é feito por meio de motor Stirling, que é 100% alimentado por calor, explicou Mats Rosengren, diretor da Petrodin.

“O diferencial é que todo o processo de geração de energia não consome recursos da natureza e não gera quaisquer tipos de resíduos ou de emissões do efeito estufa, consistindo em solução ideal para implantar na Amazônia”, afirmou.

O sistema de armazenamento de energia térmica é uma inovação da empresa, pode ser recarregado em seis horas e tem capacidade para produzir energia por até 13 horas.

Os potenciais compradores do sistema são cooperativas e concessionárias que atendam localidades em sistemas isolados. O foco inicial é a geração de energia para locais como indústrias, plantações agrícolas, instalações fotovoltaicas ou hospitais de campo / campos de refugiados.

Em 2018, a Empresa começou as primeiras demonstrações de armazenamento de energia na Suécia, e em 2019 instalou o projeto de verificação em Ouarzazate, Marrocos e em Amal, Suécia. Em 2020, iniciou as primeiras instalações comerciais do projeto, em Abu Dhabi.

Foto: Azelio

Por Neuzelir Moreira

Compartilhar