Integrantes do Fórum de Energias Renováveis de Roraima e representante do Banco da Amazônia se reuniram para traçar metas que facilitem o acesso de sociedade às linhas de crédito. Foto: Ascom/Fórum de Energias Renováveis de Roraima

Energia solar gera economia de cerca de 80% no valor da conta

Consumidores que queiram adquirir pequenas usinas de produção de energia solar podem economizar cerca de 80 a 90% no valor final da conta de energia, mesmo financiando todo o material para a instalação do equipamento.

Integrantes do Fórum de Energias Renováveis de Roraima, Alexandre Henklain, Daniel Minholi, do Sebrae, Emerson Baú, secretário de Agricultura, Conceição Escobar, presidente do Sindicatos dos Engenheiros Eletricistas e o diretor do Banco da Amazônia, Daniel Moura se reuniram para traçar metas que facilitem o acesso de sociedade às linhas de crédito do Basa.

Entre outros assuntos debatidos, os dirigentes discutiram os entraves que existem para que o crédito atinja um maior número de pessoas e os benefícios que a energia solar gera, principalmente econômicos.

Henklain mostrou que na maioria dos casos de substituição parcial da energia gerada pelos motores à diesel, a economia chegou a 80%. “Uma conta que oscilava entre R$ 800 e R$ 900 baixou para pouco mais de R$ 90. Isso significa que a pessoa que fizer um financiamento numa instituição financeira vai ter condições de pagar o empréstimo e ainda sobrar um saldo para outro investimento”, ressaltou.

O diretor do Basa, Daniel Moura, informou que a linha de crédito do banco cobra juros de cerca de 4,5%, dá seis meses de carência e 100 meses para pagar.

A prestação média de um financiamento de R$ 15 mil vai ficar em torno de R$ 300. Isso significa que a pessoa que paga cerca de R$ 800 de energia mensalmente vai conseguir pagar o financiamento e ainda ter algum dinheiro de sobra.

Os representantes do Fórum se colocaram à disposição da instituição financeira para encontrar os melhores meios para que a população tenha mais facilidade de acesso às linhas de financiamento do Banco.

Outra reunião já foi marcada para discutir as alternativas e dentro de mais alguns dias tanto o Fórum de Energias Renováveis, quanto o Banco vão apresentar soluções para incrementar o acesso. 

Fórum de Energias Renováveis

O objetivo do Fórum é promover análises, estudos, interlocução e articulação institucional, com os objetivos de debater e formular propostas de políticas públicas, que representem consensos entre atores sociais relevantes, visando o desenvolvimento energético de Roraima.

O Fórum tem a intenção de sensibilizar, conscientizar e qualificar a opinião pública em relação aos desafios da questão energética no estado, mediante metas de curto, médio e longo prazos, sempre visando ações efetivas e soluções energeticamente sustentáveis para a sociedade.

O  Fórum, gradualmente, integrará atores e lideranças locais, abrangendo, dentre outros setores, a comunidade de ciência, tecnologia e inovação; as entidades representativas das classes empresariais; as instituições relevantes dos diversos segmentos da sociedade; as organizações da administração pública; os órgãos de controle da gestão pública; as empresas de geração, transmissão e distribuição de energia; os organismos de planejamento e regulação do setor elétrico e as entidades setoriais de âmbito nacional na geração de energia renovável.​

Por Nei Costa 

Compartilhar