Enquete.

Fórum vai lançar enquete para saber opinião popular sobre a construção da UHE do Bem Querer

Nas últimas semanas o Fórum de Energias Renováveis de Roraima vem produzindo e divulgando uma série de matérias jornalísticas sobre a Usina Hidrelétrica do Bem Querer que mostram as posições de vários atores no processo. O governo federal, por meio da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), mostrou os aspectos técnicos do empreendimento, as etapas do processo de licenciamento ambiental e todos os levantamentos feitos em campo na área que terá influência da obra.

Já os representantes da sociedade civil organizada, movimentos de defesa do meio ambiente e políticos mostraram suas posições e apresentaram argumentos contrários ou favoráveis que serviram para que as pessoas ainda leigas no assunto tomassem conhecimento e formassem suas próprias opiniões a respeito da construção da Hidrelétrica do Bem Querer.

O coordenador do Fórum, Alexandre Heinklain, explicou que os objetivos foram alcançados e que houve um grande envolvimento de representantes dos mais diversos setores, como empresários, profissionais de engenharia, ambientalistas e políticos. Nas redes sociais a participação popular foi intensa e gerou amplos debates sobre o assunto.

Alexandre esclareceu que o Fórum está analisando a proposta da construção da Usina Hidrelétrica do Bem Querer e está fazendo essa análise em etapas. “A primeira foi levar informações para a sociedade civil sobre o projeto, o que ele representa, quais são os seus possíveis impactos ambientais, sociais e econômicos”.

Heinklain afirmou que essa análise também está levando em consideração o ponto de vista de geração de energia, segurança energética e estabilidade no fornecimento de energia para Roraima.

“Estamos discutindo os prós e os contras, analisando as controvérsias, as polêmicas que existem em relação a esse projeto e ouvindo as mais diversas correntes, informando a população por meio de matérias publicadas no portal do Fórum e encaminhadas para toda a imprensa mediante releases, para que o assunto entre em discussão de uma forma transparente e democrática”, destacou Alexandre.

Segundo o coordenador, nos próximos dias o portal do Fórum vai abrir um espaço de enquetes para que as pessoas possam opinar, dizendo se concordam ou discordam dessa proposta de construção da Usina do Bem Querer e quais suas posições a respeito, não se restringindo apenas a dizer se querem ou não querem a usina, mas porque querem ou não.

“No fim desse processo, queremos promover um grande evento online, provavelmente uma conferência em que nós teremos diversos debatedores e a possibilidade da participação dessa plateia, utilizando, evidentemente, uma dessas plataformas de vídeo conferência para que nós possamos, à distância, contar com participantes não apenas aqui de Roraima, mas de todo o Brasil”, concluiu.

Por Nei Costa

Compartilhar