WhatsApp Image 2020-10-19 at 10.24.43

Geração de energia solar fotovoltaica é sucesso durante a Expo Roraima

A proposta de levar os parceiros do Fórum de Energias Renováveis para discutir projetos e mostrar serviços voltados para a energia solar fotovoltaica foi um dos destaques da Expo Roraima 2020, que encerrou neste domingo, dia 18. Mais de 3 mil pessoas visitaram os stands durante os três dias de feira.

Conceição Escobar, integrante do Fórum e da Associação Brasileira de Engenheiros Eletricistas de Roraima avaliou a participação do Fórum na feira de forma positiva.

“O Fórum foi bem destacado, tanto por reunir várias empresas em uma mesma área – Espaço Energia Solar, como pela ideia de trazer um tema muito importante para Roraima, que é o uso das fontes de energias renováveis. O Fórum trouxe consigo os seus parceiros para a exposição, em especial, as empresas que fazem instalação e projetos na área de energia solar. Isso trouxe uma visibilidade e tornou mais concreta a proposta de levar até as pessoas o acesso à geração distribuída”, disse Conceição.

Ela destacou que outro ponto positivo da feira, foi o modo de trabalho da empresas, que além explicar como funcionam os sistemas de energia renovável, também estavam simulando valores para as pessoas que desejam implantar energia fotovoltaica em suas residências.

As várias formas de gerar energia limpa também foram discutidas durante a Expo Roraima. Uma roda de conversa com especialistas, discutiu assuntos como o leilão específico para o suprimento aos sistemas isolados na Amazônia, sendo que um dos lotes atenderá em Roraima os municípios de Pacaraima, Uiramutã e Amajari.

Elianete Saraiva, mencionou que a feira é uma ótima oportunidade para buscar consultorias. “É muito bom ver empresas reunidas e mostrando seus serviços “.

“Foi muito proveitoso o evento. E isso é bom para o estado de Roraima e para cidade de Boa Vista, pois divulga as empresas e os negócios que temos no estado. Parabéns aos organizadores da Expo Roraima”, analisou o visitante José Monteiro.

Com pouco mais de um ano, o Fórum vem discutindo propostas de ações no curto, médio e longo prazos, com mais de 20 instituições integrantes. Todas comprometidas com o desenvolvimento energético sustentável.

Por: Neuzelir Moreira

Compartilhar