Ciro Campos. Foto: J.Pavani

ISA desenvolve projetos de energia renovável para comunidades indígenas

A eletrificação das comunidades indígenas é um dos últimos desafios que o país enfrenta. E é nessa linha que trabalha o Instituto Socioambiental (ISA), afirmou o analista socioambiental, Ciro Campos, que atua no Instituto há 14 anos.

De acordo com Ciro, uma das bandeiras do ISA é a geração de energia limpa para evitar impactos ambientais na Amazônia, principalmente nas comunidades indígenas. “Nós trabalhamos com os direitos das comunidades. Elas têm direito a um ar puro, a uma água limpa e nesse sentido a energia é um elemento fundamental para tocar para a frente bons projetos em Roraima”, disse.

Ele lembrou que esse também é um ponto de preocupação, pois em Roraima existe um projeto para a construção de uma grande hidrelétrica. “O ISA olha para a energia pelo lado positivo e pelo lado negativo”.

Ciro explicou que 99% dos povos já estão interligados e esse um por cento restante é representado por aqueles que vivem na Amazônia e suas mais distantes. “O Sol é uma fonte de energia disponível e no caso de Roraima, em seu lavrado, o vento também é uma fonte de energia”, destacou.

O ISA, segundo Ciro Campos, trabalha com apoiadores, fazendo eletrificação em comunidades indígenas. Ele afirma que em Mato Grosso, região do Xingú, cerca de 80 comunidades já receberam os benefícios da eletrificação.

Campos explicou que em Roraima o processo está em seu início e o primeiro sistema terá seu início em março. “E como esse sistema será implantado no lavrado, que tem vento, nós vamos trabalhar com duas fontes renováveis, sendo a principal o sol”.

O trabalho, de acordo com Campos, nasce no Conselho Indígena de Roraima que convidou o ISA para buscar uma solução. “Nós temos um trabalho em parceria com o CIR faz alguns anos, que é o projeto Cruviana. Trata-se de um projeto técnico que apresenta sugestões de propostas de solução para o governo eletrificar cerca de 100 comunidades que ainda não dispõem de energia elétrica”.

Ciro esclareceu que o ISA faz parte do Fórum de Energias Renováveis de Roraima, porque acredita que o tema energia é muito importante para sua missão.

Ele lembra que a sociedade não discutia questões relacionadas a energia até um tempo atrás e agora já passou a tratar do tema com um pouco mais de atenção. “O Fórum tenta reunir atores que podem ajudar nesse processo, principalmente na questão da energia solar”.

Para Ciro, o Fórum também é importante porque tem muitas questões que não dependem apenas da força e esforço das entidades locais. “O Fórum tem força para atuar junto as autoridades e esse papel é fundamental”.

Ouça a entrevista: 

O ISA

O Instituto Socioambiental (ISA) é uma organização da sociedade civil brasileira, sem fins lucrativos, fundada em 1994, para propor soluções de forma integrada a questões sociais e ambientais com foco central na defesa de bens e direitos sociais, coletivos e difusos relativos ao meio ambiente, ao patrimônio cultural, aos direitos humanos e dos povos.

O ISA está estruturado em programas que têm por base as seguintes linhas de ação: Defesa dos direitos socioambientais; Monitoramento e proposição de alternativas às políticas públicas; Pesquisa, difusão, documentação de informações socioambientais; Desenvolvimento de modelos participativos de sustentabilidade socioambiental; Fortalecimento institucional dos parceiros locais.

Por Nei Costa 

Compartilhar