2020.04.23 Paineis Solares do Teatro Ft Thiago (10)

Roraima oferece várias vantagens para quem quer produzir energia solar

O estado de Roraima é um dos que mais oferece vantagens quando o assunto é a instalação de sistema de geração de energia solar em sua casa, comércio ou propriedade rural.

A região oferece uma grande incidência solar durante todos os meses do ano e em alguns deles chega a ser mais eficiente que quase todas as outras unidades da federação.

Mesmo com tantas vantagens, o crescimento do setor ainda não é grande, mas especialistas esperam que Roraima passe a ser um grande produtor de energias alternativas, principalmente a solar em curto espaço de tempo.

Especialistas que atuam em parceria com o Fórum de Energias Renováveis de Roraima acreditam que ainda esse ano muitas pessoas devem aderir e implantar sistemas de produção de energia solar em suas próprias casas.

Os engenheiros elétricos Cristiano Bessa e Conceição Escobar, que atuam em parceria com o Fórum, acreditam que a produção de energia solar em Roraima vai crescer muito no Brasil e em Roraima, principalmente.

Eles informam que o uso da energia solar fotovoltaica no Brasil tem crescido nos últimos tempos. De acordo com um levantamento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), feito em 2019, o uso da energia solar aumentou em 161% no país.

Dentre os motivos para essa transição, está a redução nos valores das contas de energia elétrica e a prevenção do meio ambiente. Cristiano cita como exemplo o parque de produção de energia solar implantando no Teatro Municipal de Boa Vista. “Somente essa usina, como exemplo, vai tirar da atmosfera um total de CO2 que seria o mesmo que plantar milhares de árvores em uma área da cidade”.

Contudo, existem outros fatores vantajosos que influenciam cada vez mais no uso desse tipo de energia. Confira abaixo:

– Ajuda a preservar o meio ambiente, ainda mais diante de uma diminuição do uso das fontes convencionais (energia hidráulica, gás natural, carvão mineral, derivados do petróleo, energia nuclear);

– Reduz a emissão de gases que geram o efeito estufa, como o dióxido de carbono (CO2);

– Reduz em cerca de 90% as contas de energia elétrica;

– Pode ser instalado em casas, comércios e indústrias;

– A instalação pode ser em telhados, fachadas, no solo e na água;

– O tempo de retorno do investimento na forma de economia na conta de luz é, em média de cinco anos;

– O sistema possui baixa manutenção, basta fazer uma limpeza duas ou três vezes ao ano;

–  A quantidade de módulos pode variar, de acordo com o tamanho do empreendimento, que pode ser uma padaria, pousada, academia ou mesmo indústrias de grande porte, por exemplo;

– O equipamento instalado dura até 25 anos;

– Gera emprego e renda.

Por Nei Costa

Foto – PMBV

Compartilhar